domingo, 6 de setembro de 2009

Educação contemporânea


Prezados alunos ...comentem sobre o texto abaixo:

Todo educador que trabalha com Educação a Distância sabe da importância de se ter momentos presenciais durante um curso virtual.

Por outro lado, os educadores envolvidos com cursos baseados em salas de aula reais vêm descobrindo as vantagens de se utilizar recursos virtuais para apoiar e complementar as atividades de aprendizagem presenciais.

Enquanto tínhamos uma separação clara entre "cursos convencionais" e "cursos a distância" não sentíamos a necessidade de se avaliar a "dosagem de distância" presente na "fórmula" de cada curso. A distância na educação, além de relativa, pode ser vista sob diferentes enfoques. O que realmente importa é a sensação de distância percebida pelo aprendiz.

A expressão "Educação a Distância" vem sendo largamente utilizada para designar formas tão diferentes de aprendizagem quanto cursos por correspondência e laboratórios virtuais de imersão total.

A fim de auxiliar na compreensão do papel da distância na educação, Tori (1999), propôs uma classificação do conceito de "distância", sob a perspectiva dos envolvidos em atividades de ensino/aprendizagem. Tal classificação, revista e aprimorada, é exposta a seguir.

Quando há uma separação espacial, seja entre o aprendiz e o responsável pela condução do processo (professor, tutor, orientador Exemplos de aprendizagem remota são os cursos por correspondência, as vídeo e teleconferências, os tele cursos, os treinamentos baseados em Web e sistemas de auto aprendizagem. tador, mentor etc.),é que é possível a presença simultânea de alunos e professores, ainda que separados fisicamente.


A distância temporal se refere à simultaneidade ou não das atividades que relacionam aluno-professor, aluno-aluno e aluno-material, dentro de um processo de ensino-aprendizagem.


Em geral, o processo local é também síncrono, enquanto que o remoto pode ser tanto síncrono (exemplo: video-conferência, chat via internet) quanto assíncrono (exemplo: fórum de discussão via internet, ensino por correspondência).


A distância interativa, ou operacional, se relaciona diretamente à participação do aluno no processo e informa se este é operacionalmente ativo ou passivo. Assim como nas classificações das demais distâncias, há 3 tipos de distâncias interativas: professor-aluno ( aula expositiva X aula interativa); aluno-material (material passivo X material interativo); aluno-aluno (trabalho individual X trabalho cooperativo).


Texto Adaptado por Prof. Eduardo de Almeida

FONTE: Extraído e adaptado de TORI, Romero. Avaliando Distâncias na Educação. Disponível em: .

Acesso em: 12 mar. 2009.




Nenhum comentário: