segunda-feira, 28 de junho de 2010

O que estudar com mais atenção...


Dica de estudo sobre Didática e Avaliação:


Ler oq o professor Sacristán conceitua sobre didática na página 87;


Ler o que pensa o John Dewey;


Ler sobre a avaliação proposta por Haydt na pag.60


Ler sobre avaliação por Tyler pág.88


Ver os princípios Escolanovista;


Ver o que pensava Pestalozzi;
Ver sobre os níveis de elaboração de Objetivos Gerais...

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Dicas para se colocar em prática ao fazer uma redação


-Não coloque ponto no título de uma redação.
- Não coloque no final do texto qualquer coisa escrita ou riscos de qualquer natureza, nem assine seu nome no final.
- Não repita muitas vezes as mesmas palavras, para não empobrecer o texto.
- Jamais abrevie palavras.
- Evite o uso de etc.
- Substitua as palavras “algo”, “coisa”, por elemento, fator, item, etc.
- Use sempre palavras da língua portuguesa, evite as estrangeiras.
- Evite usar provérbios, chavões, ditos populares ou frases feitas.
- Evite questionamentos em seu texto, sobretudo em sua conclusão.
- Jamais use a primeira pessoa do singular, a menos que haja solicitação do tema (Ex.: O que você acha sobre o aborto - ainda assim, pode-se usar a 3ª pessoa)
- Só cite exemplos de domínio público, sem narrar seu desenrolar. Faça somente uma breve menção.
- A emoção não pode perpassar nem mesmo num adjetivo empregado no texto. Atenção à imparcialidade.
- Nuca analise assuntos polêmicos sob apenas um dos lados da questão.

domingo, 20 de junho de 2010

Avaliação 1

Alunos segue como é feita a correção a avaliação 1 -

Análise da resposta esperada;
Análise dos itens >>>>>>>>



Prova (27958) - Sábado - Turno: Matutino
TURMAS: BID3063

1° QUESTÃO. A Didática no Brasil tem pelo menos duas fases distintas: uma que começa com a chegada dos jesuítas e a outra que se inicia em 1934, quando a disciplina Didática passa a compor o currículo dos cursos de formação de professores. A partir de estudos na Unidade 1 do nosso Caderno de Estudos, como avaliação, que deve ser feita individualmente, faça uma redação tendo como tema: A DIDÁTICA NO BRASIL.

RESPOSTA ESPERADA
Começa com a chegada dos padres Jesuítas no Brasil, que foram os principais educadores do período colonial. Essa educação servia especialmente para a aculturação e catequização dos índios e negros e a instrução dos descendentes dos colonizadores, que aqui no Brasil representou a Pedagogia tradicional religiosa. O professor prescrevia o método de estudo, o conteúdo e o horário. As aulas eram ministradas de forma expositiva. As lições eram tomadas dos alunos oralmente.
A segunda vertente foi a Pedagogia leiga. O modelo didático praticamente não se alterou, embora a ênfase não fosse mais a doutrina cristã.
Contrapondo à Pedagogia Tradicional, surgiu o movimento escolanovista, e a didática aparece pela primeira vez como disciplina nos cursos de formação de professores em nível superior. A Didática escolanovista privilegia os aspectos técnico-práticos do processo de ensino-aprendizagem.
Na década de 60 entra em cena a Pedagogia Tecnicista, embasada nos princípios da psicologia comportamental ou behaviorista. Derivou daí uma didática que pode ser chamada de Tecnologia Educacional.
Na década de 80 a didática tecnicista e as demais correntes que antecederam passam a ser duramente questionadas, surge então, um novo cenário didático, com a preocupação com os aspectos sociopolíticos do processo de ensino.

sábado, 12 de junho de 2010

Importância da prática experimental no ensino


Prezados meus alunos, encontrei esse texto na internet, e é um bom exemplo para reflexão...afinal sem prática não tem como ensinar ciências.... ou tem ?

Segue parte do texto na sua escrita original...


[...]È desumano forçar a mente no que ela não consegue visualizar.Fazer enxergar o que não se tem.Se não existe pratica não há como o aluno perceber com o professor e tão menos por si só.Se eu não conheço figuras com duas dimensões e não tenho contato direto com suas propriedades, dificilmente eu conseguirei entender as de três ou imaginar a possibilidade de existir figuras com 4 ou mais.


Uma vez praticando tudo fica mais fácil. Ganha professor por que não cansa teorizando o que esta nos livros, as aulas se tornam mais dinâmicas e interessantes, os pais se interessarão automaticamente na medida em que o aluno ira levar o que aprendeu em sala para casa, ganha o aluno em se interessar ainda mais. Enfim, ganha a comunidade como um todo.


Quem não se interessaria em saber como se produz um álcool 70 em seus lares?Quem não gostaria de entender quando o Dráuzio Varela fala no fantástico que o sódio não apenas esta contido no pozinho branco que coloca nos alimentos em casa, mas em alimentos doces também e que seu pai, sua mãe ou tio cometem o suicídio ao não saber disso?Quem não ficaria feliz em criar engenhocas dentro de casa, mexendo em circuitos ou entendendo o porquê da sua conta vir baixa ou alta?Contestar o IBGE, entender que equação os nossos governantes usam para subtrair do trabalhador ao invés de multiplicar a sua renda? Ou constatar a existência de outros planetas com características semelhantes a terra.Ou você pensa que somos os únicos a habitar o espaço?


E o preço de tudo isso só vemos lá na frente.A contra mão dessa falta de pratica só nos faz compor uma cadeia nada agradável.È a moça do caixa não sabendo passar o troco sem usar calculadora,é consumidor pagando a mais por “mls” a menos,é o pedreiro que ira fugir da escola por achar desinteressante, desmoronando casas,ou errando assentos e medições,é um povo que não contestara o motivo de presidentes indo ao segundo turno, com votos em maioria em função de margens de erros antidemocráticas,são mestrandos pagando para fazerem analises estatísticas a técnicos , o país emperrado sem produzir e comprando do que vem de fora, pessoas sem conseguir abstrair cálculos matemáticos,físicos ou químicos [...].


fonte: