terça-feira, 6 de dezembro de 2011

ENCONTRO NO AVA DE ESTATÍSTICA


Estimados alunos,

Na data do dia 5 de dezembro de 2011, ficou acertado que a turma vai reunir-se no AVA -Ambiente Virtual de Aprendizagem no dia 19 de dezembro às 20 hs com duração de aproximadamente de 1 h 30 min.

No encontro presencial falamos sobre "as variáveis" ....informo que durante a semana do dia 12 irei postar aqui no Blog um Mapa Conceitual do assunto abordado no dia.

Para acessar a sala de bate-papo do AVA , você acadêmico deve fazer seu login e ao acessar a página do Aluno no site do NEAD da Uniasselvi, no lado esquerdo na parte laranja, você vai encontrar o link de atendimento, clicando você vai encontrar atendimento on-line, ao clicar uma no janela vai abrir "davincitalk" depois é só entrar na sala de bate-papo escolhida no caso será a de Estatística.

*Figura ao lado como exemplo auxilia identificar o local no AVA. (clicar para ampliar)


O assunto que será tratado no encontro virtual :

Amostragem

Certo da participação de todos.

Prof. Eduardo

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Você conhece o AVA?

Você conhece o AVA?


Eduardo de Almeida *


Isto mesmo AVA, não é nenhuma banda de música eletrônica ou casa noturna da moda e sim Ambiente Virtual de Aprendizagem, algo tão ligado ao novo paradigma educacional conhecido popularmente como EaD, como verão está para praia.


Falando em praia essa é a de muitas instituições de ensino no Brasil, afinal verificamos cada dia mais a expansão, isto é, quase um “Big Bang” de cursos que atingem desde a Educação Básica ao Ensino Superior, tendo como plataforma o AVA.


Nesse mundo virtual do AVA, ou nem tanto assim, se você considerar que virtual é dependente de um olhar caleidoscópico, afinal o que eu vejo e percebo é diferente o que você vê e percebe, mas esse mundo virtual tem tudo que você estudante precisa, lá está cronograma do curso, informações acadêmicas, material de apoio, cursos on-line e muito mais coisas, que possa existir entre o céu e a terra ou entre você e seu PC, Not, Net ou Tlabet.


Fica mais fácil pedir um cafezinho do que fazê-lo, vejo muitos alunos agirem e se comportarem assim, ao invés de acessar o AVA e descobrir as respostas para suas dúvidas e mais fácil enviar uma mensagem ao professor perguntando, isto é, pedindo o cafezinho, já adoçado a gosto do cliente, isso mesmo tudo servidinho, o certo seria ir lá passar o café e prepara-lo para tomar, certamente seria muito mais delicioso. Porque como Professor já servi o tal cafezinho e ao invés de um muito obrigado, recebi algo tipo, tá frio, amargo e só faltou dizer que tinha formiga no fundo.


Há algum tempo pensei que o não acessar o AVA por parte dos alunos era devido a vida cheia de compromissos e estudos desses, mas estudos sem o AVA não existe, até mesmo para dar uma espiadinha estilo BBB nas notas, mas verifiquei que gastam preciosos segundos, minutos e horas em redes sociais, chats, jogos on-line e por aí vai,admito que uso essas redes sociais para tentar fazer uma extensão do AVA, na verdade tipo um anzol com isca, tentar fisgar o peixe para o AVA, mas vejo que o pessoal prefere curtir, seguir ou participar de eventos tipo “A marcha do sei lá o que” do que participar de um chat numa sala virtual do AVA sobre algum tema do curso ou disciplina em questão.


Já cheguei a pensar que a internet me colocaria como ultrapassado como professor, mas percebi que essa ainda está na sua infância como ferramenta disseminadora do conhecimento, isto é, pessoalmente acredito que a internet é uma ótima ferramenta de informação, mas depende de outros mecanismos para se tornar algo que gere conhecimento, afinal a discrepância entre estar informado e conhecer algo é muito grande, mas que ela quebra o monopólio do conhecimento e o desmanche veloz erros de informação, essa realmente faz.


Mas ainda existem alguns professores que não vê com bons olhos tal tendência de se buscar a informação e quem sabe se chegar ao conhecimento de algo, acredito que esses podem sentir sua autoridade do saber diminuída, agem como a Igreja Católica que por muito tempo , usou exclusivamente o Latim em seus textos e nos rituais como forma de barreira entre leigos e sacerdotes, mas antes que pensem que estou falando de religião apenas usei tal exemplo de barreira, pelo fato da língua, afinal como biologista, tudo que conheço, ou penso conhecer em classificação biológica ou obtive informação sobre a mesma foi em Latim, verdadeira idiossincrasia de cientistas naturais.


Mas voltando ao AVA, esse mundo tem que ser colonizado por todos nós, alunos, professores e simpatizantes da tecnologia de comunicação, afinal para o indivíduo, o conhecimento é tão importante , e passa ser uma forma de manifestação de cidadania.


Fica o convite , vamos todos nos encontrar por lá, vamos fazer o AVA preencher a lacuna, colocando todos nós co-responsáveis pela construção desse conhecimento.

*Professor universitário

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

CRONOGRAMA 2012 - ESTÁGIOS,PAPER e TG

Estimados alunos,



É momento de organização e planejarmos 2012, momento de formatura para alguns, semi-final para outros ou continuidade de estudos para os demais.



Melhor instrumento para enfrentarmos época de estágios, trabalho de conclusão e paper, é a ORGANIZAÇÃO, atrelados a responsabilidade de fazer bem feito, caprichar, mostrar maturidade, fazer o que tem que ser feito, baixar a cabeça nos livros..afinal "não existe bônus sem ônus" ... o bônus é o dever realizado por completo e o ônus será muito estudo ... estou divulgando o planejamento para 2012 com certa antecedência para que todos se organizem adequadamente.



Desde já desejo sucesso para todos vocês.



atenciosamente,






Prof. Eduardo






INSTRUÇÕES GERAIS PARA AS TURMAS DE TUTORIA DO PROFESSOR EDUARDO PARA O ANO DE 2012. ATUALIZADO





TURMA BID 2831 – FORMANDOS – QUINTA-FEIRA





ESTÁGIO III - Docência no Ensino Médio
Exercer a regência de classe durante 5 horas.
Anotar as situações vivenciadas na regência em cada período ministrado.
Compor o Memorial Descritivo de Estágio.
Anexar no Memorial Descritivo de Estágio as seguintes fichas - disponíveis no Ambiente de Aprendizagem link Estágio EAD.
» Termo de Compromisso do Estágio Curricular » Avaliação de Desempenho do Estágio » Avaliação da Socialização do Estágio » Avaliação do Projeto de Estágio » Avaliação do Memorial Descritivo de Estágio





ESTÁGIO 3 – DATAS IMPORTANTES





ENTREGA DO PLANO DE AULA, PROJETO DE ESTÁGIO E TERMO DE COMPROMISSO 22/03/2012 (enviar arquivo em word ou pdf do projeto de estágio)
DATA DE ENTREGA DO RELATÓRIO 03/05/2012 – impresso obrigatório comparecer para entregar.
DATA PARA SOCIALIZAÇÃO DO ESTÁGIO III 17/05/2012
ATA FINAL 24/05/2012





TRABALHO DE GRADUAÇÃO – TG
ESTRUTURA – DEVE SEGUIR O MODELO QUE ESTÁ NO MANUAL DE ESTÁGIO E TG NAS PÁGINAS 60,61 E 62.
Ou no material disponível no AVA Modelo para Trabalho de Graduação – TG
Os acadêmicos a partir das turmas do Edital 2009-1, deverão finalizar seu trabalho com o modelo de paper disponibilizado.
No link no AVA.
· Estágio - TG
o Regulamento
o Orientação Estágio
o Atestado Estágio EAD
o Documentos Estágio
o Orientações TG
o Diretrizes
o Modelos
o Fichas TG

FICHAS – SÃO NO TOTAL DE 4 FICHAS

Fichas TG
A partir do Edital 2009-1, na disciplina Trabalho de Graduação - TG, os acadêmicos deverão utilizar as seguintes fichas avaliativas:
Ficha 1 (Anexo III)Ficha 2 (Anexo IV)Ficha 3 (Anexo V)Ficha 4 (Anexo VI)

Para eventuais dúvidas entre em contato com a Tutoria Interna de Estágio do EAD.



PRIMEIRA FICHA -PÁGINA 63 – FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA


DATA DA ENTREGA  16/2/2012  (ESSA SERÁ A PRIMEIRA NOTA DO TG)
NOTA 1

É aqui que vai estar todo o núcleo do trabalho, todo resultado do que vocês decidiram como projeto de TG.

Obs...principais livros que irão ser referência do trabalho(AQUI ELES SERÃO CITADOS), também elaborar um título provisório para o TG , esse material deve ser composto no mínimo de 4 páginas (LEMBRANDO QUE ESSE É O NÚCLEO DO TRABALHO O IDEAL ATÉ O FINAL DO TRABALHO QUE ESSE NÚCLEO SEJA COMPOSTO DE PELO MENOS 15 PÁGINAS), numa versão impressa entrega no dia e um versão digital enviada via mail.

Enviar a versão digital para o E-mail: academicosuniasselvi@hotmail.com (enviar no dia da entrega do material impresso), isto é, teremos encontro às 18h40min do dia 16/2 onde tragam a fundamentação teórica impressa junto com a ficha 1.  E nesse mesmo dia enviem via mail a versão digital...ok!

No campo assunto digitar assim FULANODETALBID2831FUNDAMENTACAOTEORICA

Ex. EDUARDOBID28314FUDAMENTACAOTEORICA

Tem que colocar nesse formato o campo mensagem ..ok!!!!

É nessa etapa que as citações irão aparecer....é bom lembrar lá no caderno de MTA.

É bom conhecer também a lei do direito Autoral


CUIDADO PLÁGIO É CRIME.....SEJAM ORIGINAIS!!!!

Faça uma lista das principais obras que você irá utilizar para compor seu trabalho, liste elas na forma adequada de referências, como segue o exemplo:

TAFNER, Elisabeth Penzlien; DA SILVA, Everaldo. Metodologia do Trabalho Acadêmico. Indaial: ASSELVI, 2008.

Dicas de livros para a fundamentação teórica:


Área de concentração Educação Ambiental:



Educação Ambiental - Princípios, Histórias, Formação de Professores - 4ª Ed.


Cascino, Fabio / Senac São Paulo



Dinâmicas e Instrumentação para Educação Ambiental


Dias, Genebaldo Freire / Gaia (Brasil)





Área de Concentração Formação Docente:



Formação Docente e Contemporaneidade - Referenciais e Interfaces da Pesquisa Na Relação Un...


Cely de Campos Hagemeyer, Regina / UFPR



Transformando a Formação Docente : Uma Proposta Didática em Pesquisa Ação


Jolibert, Josette; Celis, Gloria Inostroza de / ARTMED


Área Metodologia do Ensino e da Aprendizagem:





SEGUNDA FICHA - PÁGINA 64- DESCRIÇÃO DE MÉTODOS, ANÁLISES E INTERPRETAÇÃO DOS DADOS DE PESQUISA
DATA DA ENTREGA PARCIAL DO PAPER DO TG 29/03/2012 NOTA 2



TERCEIRA FICHA – PÁGINA 65 – PAPER DO TG COMPLETO (TRABALHO PRONTO)
DATA DA ENTREGA 03/05/2012 NOTA 3


QUARTA FICHA – PÁGINA 66 – PAPER AVALIAÇÃO DA SOCIALIZAÇÃO DO TG
DATA DA REALIZAÇÃO 10/05/2012 NOTA 4

Questões levantadas na socialização....


Título do trabalho;
Área de concentração;
Tipo de pesquisa, isto é, se básica ou aplicada;
Tipo de abordagem, isto é, quantitativa e qualitativa;
Tipo de objetivos, isto é, exploratória, descritiva, explicativa;
Tipo de procedimentos técnicos, isto é, bibliográfico, documental, levantamento, estudo de caso, experimental


TURMA BID 3063 – SÁBADO
ESTÁGIO II -Docência nos Anos Finais do Ensino Fundamental
Exercer a regência de classe durante 5 horas.
Anotar as situações vivenciadas na regência em cada período ministrado.
Compor o Memorial Descritivo de Estágio.





ESTÁGIO 2 – DATAS IMPORTANTES
ENTREGA DO PLANO DE AULA , PROJETO DE ESTÁGIO E TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO 31/03/2012
ENTREGA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO 05/05/2012 impresso – obrigatório comparecer para entregar
SOCIALIZAÇÃO DO ESTÁGIO II 30/06/2012
ATA FINAL 07/07/2012
FICHAS:» Avaliação de Desempenho do Estágio » Avaliação da Socialização do Estágio » Avaliação do Projeto de Estágio » Avaliação do Memorial Descritivo de Estágio





PAPER – ÚLTIMO PAPER
TEMAS:
PRINICIPAIS TEÓRICOS DO ENSINO-APRENDIZAGEM E A RELAÇÃO COM A METODOLOGIA O ENSINO DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA





GRUPO 1 – SOCIALIZAÇÃO 05/05/2012
SKINNER, ROGERS, WALLON, PIAGET, VYGOTSK





GRUPO 2 – SOCIALIZAÇÃO 26/05/2012
EMÍLIA FERREIRO,PERROUND, MORIN, LIBÂNEO, GARDNER





ENTREGA DO PAPER 26/05/2012


TURMA GAM 0092





PAPER TEMAS DO MÓDULO:





SISTEMA DE TRATAMENTO DE ÁGUA - SOCIALIZAÇÃO 04/06/2012
SISTEMA DE TRATAMENTO DE EFLUENTES – SOCIALIZAÇÃO 04/06/2012
LEGISLAÇÃO AMBIENTAL – SOCIALIZAÇÃO 18/06/2012
ENTREGA DO PAPER – 18/06/2012

terça-feira, 25 de outubro de 2011

CONCEITO E A NOTA




ESTIMADOS ALUNOS,


SEGUE INFORMAÇÕES IMPORTANTES:


AS NOTAS DA AVALIAÇÃO 1, TERÃO SUA NOTA ATRAVÉS DE CONCEITOS
CONFORME INFORMADO ABAIXO :



A+ = 10 (DEZ) ,A-= 9 (NOVE), B+ = 8 (OITO), B- = 7 (SETE), C+ = 6 (SEIS) , C-= 5 (CINCO), D+ = 4 (QUATRO), D- = 3 (TRÊS) , E+ = 2 (DOIS) , E- = 1 (UM) e F = 0 (ZERO).

AS REDAÇÕES ....SÃO DO TIPO TEXTO DISSERTATIVO.
NA SUA CORREÇÃO SÃO AVALIADOS:
· PERTINENCIA AO TEMA;
· ESTRUTURA;
· CALIGRAFIA E ORTOGRAFIA .
UM BOM TEXTO DEVE TER ENTRE 20 E 25 LINHAS.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

LEGISLAÇÃO FUNDAMENTAL


Conforme solicitação de alguns alunos, sobre o que começar a estudar para entender a legislação educacional brasileira, segue um pequeno esquema para Norte de todos....farei outros post sobre o tema.

Att,

Prof. Eduardo

Reunimos aqui a legislação que regulamenta o Sistema Educacional Brasileiro. A Legislação Fundamental engloba LDB, CNE, Fundef e o acesso às emendas, leis e medidas provisórias destinadas aos níveis e modalidades de ensino.

Informações sobre:

LDB — Lei de Diretrizes e Bases da EducaçãoInstituída pela lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996, promove a descentralização e a autonomia para as escolas e universidades, além de estabelecer um processo regular de avaliação do ensino.

Texto completo e atualizado da LDB e leis complementares.

Fundef — Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério

Instituído pela emenda constitucional n.º 14, de setembro de 1966, e regulamentado pela lei n.º 9.424, de 24 de dezembro de 1966, e pelo decreto n.º 2.264, de junho de 1997, o Fundef foi implantado nacionalmente em 1.º de janeiro de 1988.

Ensino Médio

Lei, pareceres e resoluções sobre a LDB e o DCNEM (Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio), informações e regulamentações do curso.

Educação a Distância

Decretos e portaria sobre a regulamentação e o credenciamento de instituições para a oferta de cursos de graduação e educação profissional tecnológica a distância.

Educação Profissional

Decreto e portaria sobre a regulamentação da educação profissional.

Educação Superior

Estatutos e regimentos das instituições de Ensino Superior — IES, adaptação da LDB, decretos, editais e portarias que dispõem sobre formação em nível superior de professores, regulamentação das IES, processo de avaliação dos cursos e instituições de Ensino Superior, ofertas de disciplinas, credenciamento de universidades, centros universitários, faculdades, institutos ou escolas superiores, requisitos de acessibilidade de pessoas portadoras de necessidades especiais e autorização e reconhecimento de cursos seqüenciais de Ensino Superior.

CNE – Conselho Nacional de Educação

Instituído nos termos da Lei 9.131, de 24 de novembro de 1995, o CNE tem como objetivo, buscar democraticamente alternativas e mecanismos institucionais que possibilitem, assegurar a participação da sociedade no desenvolvimento, aprimoramento e consolidação da educação nacional.

domingo, 25 de setembro de 2011

Personagens da Educação

Estimados acadêmicos....

Vamos conhecer os principais teóricos educacionais .... e começaremos por Piaget (imagem do busto ao lado), primeiramente pela sua formação de base a Biologia e na sequência toda a importância de suas descobertas para educação.

Prof. Eduardo

Site consultados:

Formado em Biologia, Piaget especializou-se nos estudos do conhecimento humano, concluindo que, assim como os organismos vivos podem adaptar-se geneticamente a um novo meio, existe também uma relação evolutiva entre o sujeito e o seu meio, ou seja, a criança reconstrói suas ações e idéias quando se relaciona com novas experiências ambientais. Para ele, a criança constrói sua realidade como um ser humano singular, situação em que o cognitivo está em supremacia em relação ao social e o afetivo.


Conhecendo um pouco de Piaget.

Sir Jean William Fritz Piaget (Neuchâtel, 9 de agosto de 1896 - Genebra, 16 de setembro de 1980) foi um epistemólogo suíço, considerado o maior expoente do estudo do desenvolvimento cognitivo.

Estudou inicialmente biologia na Universidade de Neuchâtel onde concluiu seu doutorado, e posteriormente se dedicou à área de Psicologia, Epistemologia eEducação. Foi professor de psicologia na Universidade de Genebra de 1929 a 1954, e tornou-se mundialmente reconhecido pela sua revolução epistemológica. Durante sua vida Piaget escreveu mais de cinqüenta livros e diversas centenas de artigos.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

O Mito da Mariposa Biston Betularia


Estimados alunos!

Segue material para reflexão de vocês.

Att.

Prof. Eduardo

Fonte de onde o texto foi retirado:
http://evolution-myth.blogspot.com/2008/04/o-mito-da-mariposa-biston-betularia.html

Fonte: Answers In Genesis
Tradução e Adaptação: J.S. Cavani

Há um exemplo muito estudado pelos evolucionistas conhecido comomelanismo industrial. Este exemplo é tão clássico que nas escolas públicas (High School) de ensino médio de países como os EUA (onde estudei por quatro anos), tornou-se um ritual que os professores de biologia fazem todo ano: passar um vídeo mostrando como o melanismo industrial comprova evolução em ação. A estória é mais ou menos assim: a mariposa Biston betularia existia em duas formas: clara e escura. A poluição vinda da Revolução Industrial havia escurecido os troncos das árvores matando os líquens que nelas existiam (e que davam uma coloração clara as árvores). A mariposa clara que antes estava bem camuflada pela tonalidade clara dos troncos, agora era mais visível (pois os troncos perderam a tonalidade dada pelo líquem), e os pássaros começaram a fisgá-las com mais facilidade. Assim a proporção de mariposas escuras aumentou drasticamente. Mais tarde a poluição diminuiu, e a mariposa clara tornou-se predominante novamente.


A mudança em números das mariposas foi cuidadosamente documentada. Adicionando a isto os pássaros foram filmados comendo preferencialmnete as mariposas menos camufladas. Segundo os evolucionistas, isto era então a seleção natural direcionando a evolução (embora não existe nenhuma evolução, mas apenas seleção natural). No entanto esta estória clássica apresenta bastante furos. Estas mariposas não repousam sobre troncos de árvores durante o dia. O Cientista britânico Cyril Clarke, que investigou a mariposa Biston betularia extensivamente, escreveu: “O problema é que nós não sabemos onde as mariposas repousam durante o dia...Em 25 anos nós descobrimos apenas duas betularianos troncos das árvores ou nas paredes adjacentes à nossas armadilhas... e nenhuma mariposa em qualquer outro lugar.”[1]


As mariposas filmadas que foram comidas pelos pássaros eram mariposas criadas em laboratório que foram colocadas nas árvores. As fotos que foram tiradas das mariposas nas árvores eram na verdade mariposas mortas coladas nas árvores.[2] Em outras palavras, os filmes que foram filmados e os livros que foram escrito a respeito tinham muitas fotos fraudulentas. O biologista evolucionário Jerry Coyne da Universidade de Chicago concorda que a estória das mariposas, que era o cavalo favorito para a corrida, precisa ser jogado fora. Ele disse que ao realizar a verdade sobre as mariposas, isto provocou nele o mesmo sentimento que ele teve quando descobriu que o Papai Noel não existia.[3] E o íncrivel é que a indoutrinação de milhões de estudantes ainda continua.


[1] C.A. Clarke, G.S. Mani e G. Wynne, Evolution in reverse: clean air and the peppered moth, Biological Journal of the Linnean Society26:189–199, 1985; p. 197.

[2] D.R. Lees & E.R. Creed, Industrial melanism in Biston betularia: the role of selective predation, Journal of Animal Ecology 44:67–83, 1975.

[3] J.A. Coyne, Nature 396(6706):35–36.


Fonte: http://www.answersingenesis.org/creation/v21/i3/moths.asp

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Gestão Ambiental - Tema Norteador

Estimados,

Segue como tema norteador para a avaliação:

"Pensar quais seriam os fundamentos básicos e sua utilização para efetivar uma administração ambiental"

Iniciem uma leitura aplicada na página: 05 do caderno de estudos.

Att.

Prof. Eduardo


quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Administração ambiental



Estimados meus alunos da Gestão Ambiental....vamos aquecer nossos neurônios para a disciplina, segue informações sobre a Administração Ambiental (http:// www.ecocasa.com.br)

.....att Prof. Eduardo


O aparecimento da economia mundial globalizada e suas conseqüências vem trazendo às empresas oportunidades de expansão e aquelas que conseguem perceber esta nova tendência mundial, poderão criar mercados cada vez maiores, graças as novas tecnologias da comunicação e seus produtos poderão alcançar consumidores de outros países com menos esforço.

Para isso os empresários e as empresas devem desenvolver uma nova filosofia e adequar seus parques industriais e seus produtos a um fator cada vez mais importante na comercialização: o fator ambiental. Por que? Porque a conscientização dos problemas ambientais que a poluição crescente vem trazendo tem feito com que as pessoas fiquem mais exigentes, quanto a qualidade dos produtos que adquire. Cresce o número de consumidores que exigem regras ambientais corretas na produção e nos serviços.

Assim, o fator ambiental vem mostrando a necessidade de adaptação das empresas e conseqüentemente direciona novos caminhos na sua expansão. As empresas devem mudar seus paradigmas, mudando sua visão empresarial, objetivos, estratégia de investimentos e de marketing, tudo voltado para o aprimoramento de seu produto, adaptando-o a nova realidade do mercado global e corretamente ecológico. Prova desta necessidade de melhoria da qualidade ambiental global é o crescente número de empresas que passaram a adotar as normas da série ISO 14.000, que tratam da qualidade ambiental da produção e do produto em si, bem como o crescente número de empresas em vários setores que passaram a adotar os selos de qualidade para que os consumidores possam identificar os produtos corretos ecologicamente.

A globalização, a expansão das indústrias e a sua necessária adaptação ao referido fator ambiental para que haja menor agressão ao ambiente, exige do administrador de empresas moderno uma nova visão de trabalho e conseqüentemente uma nova forma de administração: a administração ambiental.

Dentre as atividades da necessária administração ambiental podemos sugerir que as empresas tentem: minimizar o impacto dos resíduos da produção no ambiente; reciclar e reutilizar produtos, bem como elaborar sua contabilidade ambiental colocando no ativo o imobilizado referente aos equipamentos adquiridos visando à eliminação ou redução de agentes poluidores com vida útil de um ano; os gastos com pesquisas e desenvolvimento de tecnologias a médio e longo prazos; os estoques relacionados com o processo de eliminação dos níveis de poluição; creches, empregos gerados, áreas verdes etc. e no passivo toda agressão que se pratica ou praticou contra o Meio Ambiente; o valor dos investimentos para reabilitá-lo; as multas; indenização; gastos com projetos e licenças ambientais; restrições a empréstimos, entre outros, conforme normas da Ibracon- Instituto Brasileiro de Contabilidade.

As empresa deverão também executar programas internos de educação ambiental visando conscientizar seus empregados das novas diretrizes, sem o que dificilmente conseguirá obter sucesso neste empreendimento. Deve-se, ainda, ter sempre em mente que a exigência ambiental têm propiciado o surgimento a nível planetário do“ecobusiness”, ou seja, de negócios e produtos ecologicamente corretos, principalmente nos países ricos, de sorte que se as indústrias nacionais não se adaptarem a estas novas exigências do mercado começarão a perder espaço na comercialização.

domingo, 21 de agosto de 2011

Dois novos elementos na tabela periódica


Pessoal que irá fazer química geral e orgânica comigo...ficarem ligado nesse informação.


Recentemente foi anunciada a confirmação da síntese de dois novos elementos na tabela periódica, os de números atômicos 114 e 116.

Nos últimos anos apareceram indícios de que elementos de números atômicos 113, 114, 115, 116 e 118 tinham sido sintetizados artificialmente. Sendo que análises criteriosas dos resultados, conduzidas pela IUPAC (Union of Pure and Applied Chemistry) e IUPAP (International Union of Pure and Applied Physics), mostraram que apenas os elementos 114 e 116 possuem dados suficientes para a confirmação.

O crédito pelo trabalho vai para um trabalho conjunto de equipes de pesquisadores americanos do Lawrence Livermore National Laboratory, na Califórnia, e do grupo russo Joint Institute for Nuclear Research, localizado em Dubna.

A próxima etapa será a escolha de um nome específico para estes elementos, substituindo os nomes provisórios de ununquádio para o elemento 114 e ununhéxio para o 116.

domingo, 10 de julho de 2011

REFLEXÕES 05 - NOSSO AR


Ao Lado mais uma contribuição fotográfica de Camila Dias Borges

É de longa data que a espécie humana causa danos ao ambiente do nosso planeta. Tudo isso começou com a Revolução Industrial, na Inglaterra. Antes as máquinas dependiam da energia hidráulica e localizavam-se no meio rural. Depois, com o invento da máquina a vapor, a indústria passou a se concentrar cada vez mais nas cidades. Esse sistema foi atribuído também aos carros, que passaram a não necessitar das fontes dos recursos naturais.
Naquela época as fábricas e os meios de transportes eram grandes consumidores de carvão mineral, já agora, determinadas cidades reúnem um número grande de indústrias e de veículos que queimam derivados de petróleo. Nessa perspectiva, a emissão de gases poluentes é muito forte.As cidades não são as únicas responsáveis pela poluição do ar, no campo as queimadas e o desmatamento também danificam muito a natureza e os nossos recursos naturais. Mas mesmo assim a poluição atmosférica é muito grande.O “coquetel” de poluentes presente no ar urbano é assustador. Entre seus ingredientes podemos destacar: os óxidos de carbono (monóxido e dióxido de carbono), as emissões ácidas (dióxido de enxofre, fluoreto de nitrogênio e o cloreto de hidrogênio), pode também conter partículas sólidas metálicas e não metálicas entre outros.Essa poluição provoca doenças respiratórias no ser humano, deteriora prédios e monumentos históricos, afeta a vida de plantas e animais além de provocar todos os impactos ambientais conhecidos. Um dos fatos que aumenta o número de doenças respiratórias nas grandes metrópoles é o fato do ponto de orvalho, que passa a ocorrer mais tarde devido a chegada de massas de ar aquecido.A poluição do ar atmosférico causa muito impactos ambientais, tanto em escala local como regional ou global. Nas escalas local e regional destacam-se a inversão térmica, as “ilhas de calor” e chuva ácida. E em escala global, o efeito estufa e a destruição da camada de ozônio, que são muito preocupantes ao planeta. Veremos cada um desses problemas mais detalhadamente.A inversão térmica é um fenômeno que ocorre naturalmente em vários lugares da Terra, porém quando ocorre nas grandes cidades, contribui para agravar o problema da poluição. 

A rotação das massas de ar ocorre da seguinte maneira: as massas de ar movimentam-se verticalmente porque a atmosfera se resfria nas camadas mais elevadas, quando entram em contato com superfície da Terra, o ar se aquece, fica mais leve e sobe. A medida que ganha altitude, resfria, fica mais pesado e desce novamente. Esse movimento constante do ar ajuda a dispersar poluentes das camadas próximas do solo.Na inversão térmica essa situação se inverte. Próximo do solo mais frio, o ar se resfria e nas camadas superiores é mais quente. Por algumas horas, até que o solo se aqueça, não há movimentação vertical do vento. Os poluentes ficam retidos bem perto do solo, agravando a poluição atmosférica.Como sabemos a temperatura na região central das grandes cidades é diferente da temperatura dos bairros mais afastados, a média térmica também são maiores. Isso ocorre devido a grande concentração de prédios que impedem a circulação de ar. A falta de áreas verde perto dos asfaltos de grande circulação também eleva a temperatura. Essas áreas são as chamadas “ilhas de calor”. Com o aumento da temperatura, a “ilha de calor” passa a atuar como uma zona de baixa pressão, atraindo ventos que podem levar para essa área maior quantidade de poluentes, principalmente se forem provenientes de áreas industriais.O que origina a chuva ácida é a presença de poluentes no ar atmosférico (ácido sulfúrico, ácido clorídrico, trióxido de enxofre, dióxido de nitrogênio e outros).

 A água da chuva é normalmente ácida, porém esses poluentes a tornam mais ácida ainda. As regiões desenvolvidas do hemisfério norte, muitas indústrias, grandes cidades e, conseqüentemente grandes emissores de poluentes, são as mais afetadas pela chuva ácida. Alguns lugares da América do Norte, Europa e Japão apresentam chuvas com índices de acidez muito altos.As conseqüências da chuva ácida são muitas: rios, lagos e solos atingidos têm sua acidez aumentada. Os solos podem perder nutrientes como potássio, cálcio e magnésio, causando sérios danos a vegetação.O monóxido de carbono é a principal causa do aquecimento global. Por suas graves conseqüências, esse assunto vem sendo muito discutido por países pobres e ricos, mas ainda não se chegou a um consenso. Na prática a diminuição de gases que causam o efeito estufa implica mudanças radicais na economia dos países e na política de lucros de empresas transnacionais. Isso porque o amplo uso de combustíveis fósseis (carvão e petróleo) por essas empresas pela emissão desses gases.O efeito estufa, como um fenômeno natural, é responsável pela existência da vida na terra. Como uma “estufa”, a atmosfera retém o calor das radiações solares, permitindo o não arrefecimento total do nosso planeta, que, sem essa condição, não seria habitável. A queima de combustíveis fósseis (carvão e petróleo), por indústrias e veículos automotivos, foi o principal fator do aumento de dióxido de carbono na atmosfera. As queimadas em áreas florestais e agrícolas também agravam a situação. 

O aumento desses gases na atmosfera intensifica a retenção do calor na superfície terrestre, elevando a temperatura global. É esse o efeito estufa que preocupa, pois suas conseqüências podem ser catastróficas para a humanidade.A preocupação mundial com o efeito estufa é devido as suas conseqüências que são: O derretimento das geleiras, que vem aumentando a cada ano; As doenças e infecções provocadas por insetos poderão aumentar; Ocorreram secas nas regiões tropicais e subtropicais, as degradações dos solos aumentará e a fome aumentará nessas áreas; Nas altas latitudes, o aumento das chuvas vai acelerar a erosão dos solos; Ilhas do Pacífico Sul, com baixa altitude estarão ameaçadas. O Kiribati, na Oceania, já perdeu duas ilhas. Cientistas formularam a tese atual sobre o efeito estufa que prevê um aumento de cerca de 3º C na temperatura média do planeta até 2050, quando a quantidade de dióxido de carbono na atmosfera devera ter duplicado.Na nossa atmosfera existe uma camada muito importante, a estratosfera, onde existe uma grande quantidade de ozônio, um gás formado por três átomos de O. 

A função desses gases é agir como um cinturão de proteção contra os raios ultravioletas, que ao passarem por ali diminuem sua intensidade não causando danos mais sérios aos seres vivos. Porém na década de 1980, foi detectado que a camada de ozônio estava sendo destruída por produtos químicos. Esses são os CFCs (clorofluorcarbonetos),que são muito usados em frigoríficos, aparelhos de ar condicionado e outros. Esses gases podem subir a grandes altitudes sem sofrer alterações. Mas, chegando a estratosfera, rompem-se sobre a ação dos raios ultravioletas liberam cloro, que reage com o ozônio, formando oxigênio comum. Dessa forma, abrem-se verdadeiros “buracos” na camada de ozônio, ameaçando a vida na terra.A nossa atmosfera está em perigo. Todos sabemos que os nossos poluentes estão livres no ar e que esses causam inúmeros problemas para a nossa saúde e para o nosso planeta. Muitas vezes esses problemas podem ser bem maiores do que pensamos.

terça-feira, 5 de julho de 2011

Tipos de Trabalhos de Campo


O trabalho de campo constitui parte de um experimento científico. É uma atividade realizada por pesquisadores na natureza ou no local onde o fenômeno estudado ocorre naturalmente. Engloba a coleta e/ou registro de dados, caracteres, informações relativas ao fenômeno ou objeto de estudo. Diferencia-se das atividades executadas dentro de um laboratório de pesquisa.

Trabalhos de campo, como outras atividades científicas, possuem peculiaridades de metodologia de acordo com a área ou subárea científica em que se enquadram. Ex.: um trabalho de campo de Biologia pode incluir medição de comprimento de folhas de uma determinada planta, enquanto um trabalho de campo de Antropologia pode incluir entrevistar pessoas em uma dada população. Na geografia, o trabalho de campo consiste em observar e descrever a paisagem.

fonte:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Trabalho_de_campo


sábado, 2 de julho de 2011

ESTAGIO - ALUNOS COM MEMORIAL


PREZADOS!

QUEM ESTIVER COM REGÊNCIA DE CLASSE EM CIÊNCIAS (SÉRIES FINAIS) E BIOLOGIA (ENSINO MÉDIO)...

DEVE REALIZAR O MEMORIAL CONFORME O MODELO DA FIGURA ALÉM DE ANEXAR DOCUMENTOS PROBATÓRIOS NO MATERIAL PRODUZIDO.

ANEXO AS FICHAS .....

QUEM TIVER JÁ O TERMO DE COMPROMISSO ASSINADO LEVAR DIA 7 DE JULHO.

REFLEXÕES 04 - NOSSO AR


REFLEXÕES 04 - NOSSO AR

TATUAGENS NA NATUREZA!!!!!

A ação humana causa marcas na natureza , que se pode comparar a uma tatuagem , que depois feita difícil de ser removida, e se for removida precisa de uma tecnologia cara , no caso da tatuagem o laser...no caso da natureza... a criação de mecanismo de desenvolvimento limpo os MDL, atrelados a criação de Políticas Públicas Ambientais ...e claro a conscientização humana...Ao interferir nos habitats a poluição pode levar a desequilíbrios que provocam a diminuição ou extinção dos elementos de uma espécie.

Ao lado mais uma imagem produzida por Camila Dias Borges

AOS INTERESSADOS UM POUCO MAIS DE INFORMAÇÃO:

Mas um ecossistema natural mais agredido e frágil é a atmosfera ....


A camada de ozônio é uma região existente na atmosfera que filtra a radiação ultravioleta provinda do Sol. Devido processo de filtragem, os organismos da superfície terrestre ficam protegidos das radiações.
A ozonosfera é formada pelo gás ozônio, que é constituído de moléculas de oxigênio que sofrem um rearranjo a partir da radiação ultravioleta que penetra na atmosfera.
A exposição à radiação ultravioleta afeta o sistema imunológico, causa cataratas e aumenta a incidência de câncer de pele nos seres humanos, além de atingir outras espécies.
A diminuição da camada de ozônio está ocorrendo devido ao aumento da concentração dos gases CFC (cloro-flúor-carbono) presentes no aerossol, em fluidos de refrigeração que poluem as camadas superiores da atmosfera atingindo a estratosfera.
A poluição atmosférica refere-se a mudanças da atmosfera susceptíveis de causar impacto a nível ambiental ou de saúde humana, através da contaminação por gases, partículas sólidas, liquidas em suspensão, material biológico ou energia. A adição dos contaminantes pode provocar danos diretamente na saúde humana ou no ecossistema, podendo estes danos ser causados diretamente pelos contaminantes, ou por elementos resultantes dos contaminantes. Para além de prejudicar a saúde, pode igualmente reduzir a visibilidade, diminuir a intensidade da luz ou provocar odores desagradáveis. Esta poluição causa ainda mais impactes no campo ambiental, tendo acção directa no aquecimento global, sendo responsável por degradação de ecossistemas e potenciadora de chuvas ácidas.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

REFLEXÕES 03 - NOSSO AR



REFLEXÕES 03 - NOSSO AR

Mais uma contribuição fotográfica de Camila Dias Borges, alertando para a causa "NOSSO AR".

O que é a Lei do Ar Puro?
A chamada “Lei do Ar Puro”, aprovada em 1956 pelo Parlamento Inglês, estabeleceu limites para a emissão de poluentes e os níveis aceitáveis da qualidade do ar, visando controlar a poluição urbana. Em Londres, a lei sugiu em decorrência de sérios episódios causados por emissão de fumaça da queima do carvão, a qual era a responsável pelo famoso “fog”. Um dos mais graves episódios aconteceu em 1952, quando um nevoeiro muito intenso foi responsável por 4 mil mortes e mais de 20 mil casos de doença. Outras leis se seguiram no Reino Unido, na América do Norte, em muitos outros países da Europa Ocidental e no Japão. Nos Estados Unidos foi criada a lei do ar puro cuja sigla é CAA (Clean Air Act), também em 1956, que estabelece padrões de emissão para poluentes atmosféricos perigosos, fixando limites quanto à queima de resíduos de risco, limitando-a apenas àqueles que são combustíveis ou que possam sofrer decomposição térmica. Ela inclui indústrias, veículos e quaisquer outros meios emitentes de fumaça, como as queimadas agrícolas. É uma lei federal muito extensa e complexa, cujo texto e regulamento abrangem mais de 800 páginas (1007 artigos). Possui tipos penais abertos e fechados, dolosos e culposos, possibilitando ainda a responsabilização penal da pessoa jurídica. Em quase todos os países foram criadas agências para monitorar, regular e avaliar a qualidade ambiental, entre as quais a Cetesb, em São Paulo.